Contagem de Carboidratos

Home / Contagem de Carboidratos

Quando se diagnostica o diabetes, seja ele tipo 1 ou tipo 2, logo ganham espaço as privações alimentares, tornando o tratamento mais penoso, pois requer muita disciplina do paciente. É o adeus aos doces, salgadinhos, frituras, festas e à simples decisão do que ele quer comer e quanto ele quer comer. É claro que as recomendações nutricionais para uma vida saudável não incluem essas práticas. É muito importante escolher alimentos de boa qualidade nutricional como cereais integrais, frutas, hortaliças, laticínios desnatados, carnes brancas e magras e evitar as frituras.

Contudo, atualmente podemos contar com a terapia de contagem de carboidratos, a qual oferece maior flexibilidade ao plano alimentar de quem tem diabetes sem descuidar do bom controle glicêmico.

O método de contagem de carboidratos consiste em contar o total de carboidratos consumidos por refeição. Para isso, é necessário somar os gramas de carboidratos de cada alimento, obtendo-se informações em tabelas e rótulos.

O mais importante para o controle da glicemia pós-prandial é a quantidade de carboidratos ingerida e não a fonte, pois os carboidratos afetam a glicemia similarmente quando ingeridos em quantidades semelhantes. Com isso, o paciente pode usar qualquer alimento dentro de um plano alimentar saudável, levando em consideração a quantidade em gramas de carboidratos que o alimento contem.

Cho

Neste tipo de terapia é possível definir a quantidade de insulina rápida ou ultrarrápida em função da quantidade de carboidratos por refeição. Desta forma, o paciente consegue ajustar a dose de insulina quando comer mais ou menos alimentos, evitando assim a hiperglicemia e a hipoglicemia, respectivamente.

Para os pacientes que não usam insulina nas refeições, a contagem de carboidratos pode ser utilizada fazendo substituições dos alimentos do plano alimentar, levando em consideração as metas de carboidratos por refeições.

 

Mas por que contar carboidratos e não calorias?

 

Os macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) são os geradores de energia do organismo, são as fontes de glicose. Dessa forma, influenciam diretamente a elevação da glicemia, mas são absorvidos e utilizados de formas diferentes.

O carboidrato é o nutriente que mais afeta a glicemia – quase 100% são convertidos em glicose em um tempo que pode variar de 15 minutos a duas horas. As proteínas são convertidas em glicose entre 35% e 60% da ingestão em um tempo de três a quatro horas e somente 10% das gorduras podem ser convertidas, em aproximadamente cinco horas ou mais.

 

Porém, é preciso ficar atento às CALORIAS DOS ALIMENTOS! Manter um peso ideal é muito importante para a saúde!

 

Pré-requisitos para Contagem de Carboidratos:

 

1. Motivação do paciente (e/ou familiares) para:

•  Contar os carboidratos;

•  Realizar glicemias capilares mais frequentemente;

•  Seguir orientações e anotar informações;

2. Equipe motivada e especializada na Terapia de Contagem de Carboidratos.

 

Para conhecer as Tabelas de Contagem de Carboidratos do Ambulatório de Diabetes da Santa Casa de Belo Horizonte, CLIQUE nas  imagens abaixo.

 

 Contagem  Contagem